WEP, WPA ou WPA2: que protocolo devemos escolher?

Há duas formas principais de configurar técnicas de segurança de rede. A primeira é através do uso da criptografia e chave de acesso. A segunda é configurar a firewall.

As configurações de criptografia e chave de acesso à rede visam dar protecção à rede contra o acesso de pessoas não autorizadas.

Por norma as opções para o tipo de criptografia que podem ser usadas são: WEP, WPA ou WPA2 . Vejamos o que significa cada uma dessas siglas:
– WEP: Wired Equivalent Privacy.
– WPA: Wi-Fi Protected Access.
– WPA2: Wi-Fi Protected Access (2ª geração).

O padrão de encriptação WEP é um dos primeiros a ser usado em redes sem fio, faz parte do padrão IEEE 802.11, portanto é usado por produtos desse padrão, foi validado em 1999. Apesar de ser muito usado até os dias de hoje, principalmente em uma tentativa de se manter a compatibilidade entre todos os nós, ele possui muitas vulnerabilidades e falhas, o que permite a hackers façam ataques bem sucedidos à rede, desde captura de mensagens até autenticação à rede.

Graças a todas essas falhas e vulnerabilidades, foi criado em 2003 o WPA, como forma de corrigir todas as falhas WEP e permitir uma maior segurança da rede. Desse modo, ele é na verdade um WEP melhorado. No geral, pode-se usar o WPA em redes que possuam WEP. O mecanismo para a criação de chaves de cifra dinâmicas e para a autenticação é o TKIP (Temporal Key Integrity Protocol).

Já existe a segunda geração do WPA, chamada WPA2 ou 802.11i, que possui um nível de segurança ainda maior, o suficiente para ser usado, por exemplo, por organismos governamentais, onde o nível de segurança deve ser muito elevado. Isso graças ao AES (Advanced Encryption Standard), que é o mecanismo para a criação de chaves de cifra dinâmicas e autenticação. Ele é compatível com produtos que suportem o WPA.

Qual é o protocolo que devemos escolher: WEP, WPA ou WPA2?

WPA ou WPA2

A resposta é o protocolo WPA2. No entanto os protocolos WPA ou WPA2 podem não ser compatíveis com todos os dispositivos de rede, o que poderá resultar numa diminuição da velocidade de tráfego ou perda de pacotes, nesse caso experimente o protocolo WPA.

Ao configurarmos o padrão de encriptação, existe também a opção de WPA2 Mixed. O que ela faz é combinar o TKIP com AES, o que permite que dispositivos que utilizam o padrão WPA possam comunicar com dispositivos que utilizam o padrão WPA2.

Nota: Para uma melhor protecção use uma senha com pelo menos 20 caracteres. E misture sempre letras, números e símbolos.

Bibliografia

Facebook
Google+
http://faqinformatica.com/wep-wpa-ou-wpa2/">
LinkedIn
Follow by Email
RSS

13 Comentários

  1. Helio dj
  2. Diego
  3. renata
  4. Victor Macedo
    • Bruno Fins
  5. pttcrisps
  6. Rafael
  7. Luis Carlos
  8. Raphael
  9. Murilo
    • Bruno Fins

Deixe um Comentário