O que é Cloud Privada, Cloud Híbrida e Cloud Pública? Qual escolher?

Na Cloud Computing existem três modelos de implementação: Cloud Privada, Cloud Híbrida e Cloud Pública. O conceito de Cloud Computing implica a externalização de recursos, implica ter um fornecedor externo de quem dependemos em algum grau. Os modelos de implementação definem a forma como o serviço é prestado. Conheça as características de cada uma:

Cloud Privada (Nuvem Privada) – A infraestrutura de Cloud é disponibilizada para uso exclusivo de uma única organização (como por exemplo, uma empresa), que inclui vários utilizadores. Pode ser detida, operada e gerida pela própria organização, por uma entidade externa ou por uma combinação de ambas e pode estar fisicamente localizada nas instalações dessa organização ou num datacenter externo.

Cloud Pública (Nuvem Pública) – A infraestrutura de Cloud é disponibilizada para utilização aberta pelo público em geral. Pode ser detida, operada ou gerida por uma empresa, organização académica, governamental ou uma combinação destas. Esta Cloud está fisicamente localizada nas instalações do fornecedor de Cloud.

Cloud Híbrida (Nuvem Híbrida) – A Infraestrutura de Cloud possibilita a combinação das duas infraestruturas anteriores (Cloud Privada e Cloud Pública). Estas continuam separadas, mas partilham tecnologia standard ou proprietária que permite a portabilidade dos dados ou aplicações (por exemplo , a possibilidade de uma aplicação Cloud Privada poder expandir a sua capacidade para uma Cloud Pública.

cloud privada cloud pública cloud híbrida

Que modelo escolher: Cloud Privada, Cloud Híbrida ou Cloud Pública?

Nas pequenas empresas é bastante difícil justificar a opção de Cloud Privada ou Cloud Híbrida, pois dedicar recursos apenas para uma empresa é sempre uma opção mais dispendiosa e não garante um desempenho melhor ou com mais segurança. No entanto, pode garantir por parte da empresa, um maior controlo.

A Cloud Privada deve ser então uma solução a considerar quando se pretende ter à disposição um recurso apenas utilizado pela empresa, configurado à medida, com menor grau possível de influência por parte de outros utilizadores. Ao optar por uma Cloud Privada, deve ter noção que o preço será superior. É como tivesse a sua própria infraestrutura tradicional mas estaria a ser operada como um modelo de Cloud, num datacenter, operado por um fornecedor externo.

A Cloud Híbrida, nos dias de hoje, acaba por ser um modelo muito comum. Muitas aplicações são mais eficientes quando correm numa Cloud Pública. O serviço de email e de alojamento de sites é facilmente obtido na Cloud, com um nível de funcionalidades, facilidade de utilização e preço. dificilmente equiparados ao obter numa Cloud Privada.

Mesmo aplicações de faturação, em empresas pequenas, têm nos dias de hoje cada vez mais opções em fornecedores de Clouds Públicas. No entanto, outras aplicações que as organizações necessitam podem ter requisitos técnicos que não são adequados à maioria das Clouds Públicas, optando-se assim por a Cloud Híbrida. Neste caso separa-se as aplicações em dois tipos: as que podem e devem correr na Cloud Pública e as que são mais eficientes numa infraestrutura de Cloud Privada.

Um dos exemplos mais frequentes de utilização de Cloud Privada ou Cloud Híbrida, são as aplicações muito intensivas de bases de dados, com acesso frequente ao disco rígido de um computador.

Pela forma como são partilhados os recursos numa infraestrutura de Cloud Pública, é bastante difícil obter da mesma elevados níveis de desempenho, a não ser que a aplicação esteja desenhada para tirar partido da escalabilidade da Cloud, replicando-se por vários Servidores Cloud ou máquinas virtuais, sendo nesse caso a Cloud Pública uma excelente opção.

Bibliografia:
FERREIRA, António. Introdução ao Cloud Computing. Lisboa: FCA, 2015.

Facebook
Google+
https://faqinformatica.com/cloud-privada-cloud-hibrida-cloud-publica/
LinkedIn
Follow by Email
RSS

Escreva um Comentário