O que é SaaS, PaaS e IaaS? Conheça também exemplos de utilização!

Falar de Cloud Cumputing é falar de SaaS, PaaS e IaaS. Neste artigo iremos compreender o que é SaaS (Software as a Service), o que é PaaS (Plataform as a Service) e o que é IaaS (Infrastructure as a Service). Todos eles são modelos de serviço Cloud.

O que é IaaS - O que é PaaS - O que é SaaS

O que é IaaS          –        O que é PaaS        –      O que é SaaS

O que é SaaS? – É a capacidade dada ao cliente/utilizador de aceder e utilizar uma aplicação de software que corre numa infraestrutura de computação. Essa aplicação é acessível através de um browser web, a partir de qualquer lugar, de um computador ou até mesmo de um smartphone, desde que este tenha acesso à Internet.

O utilizador não controla nem se preocupa com a infraestrutura em que essa aplicação corre (rede, sistemas operativos, espaço em disco, memória, etc.), nem com a instalação ou gestão da aplicação. No entanto pode gerir aspectos relacionados com a configuração de utilizadores dessa aplicação.

SaaS está para a Cloud, como um aplicativo está para um computador. Quando usa uma aplicação, tem duas alternativas: ou instala no seu computador (forma tradicional) ou usa directamente na Cloud e não tem de se preocupar com a instalação, nem com a gestão, apenas tem de inserir o seu nome de utilizador e palavra-chave para poder aceder.

Um dos exemplos mais básicos de SaaS é o serviço de webmail, como por exemplo o Gmail. Em vez de utilizar uma aplicação de email instalada no seu computador, acede ao Gmail através do seu browser.

O cliente final em acesso a uma aplicação através da Internet, utilizando um browser e pagando apenas o que utiliza. O conceito do que utiliza pode significar várias coisas, consoante a aplicação:

  • Por tempo – Custo por tempo de utilização;
  • Por conta – Custo por utilizador;
  • Por volume – Custo em função do volume de dados ocupados;
  • Por funcionalidade – Custo dependendo das funções que disponibiliza;
  • Misto – Um conjunto de alguns dos conceitos anteriores.

O que é PaaS? – É a capacidade fornecida ao cliente/utilizador de colocar na Cloud aplicações criadas ou adquiridas pelo utilizador, que usam linguagens de programação, bibliotecas de funções (libraries), serviços de ferramentas suportadas pelo fornecedor.

O utilizador não gere nem controla a infraestrutura de Cloud subjacente, (rede, servidores, sistemas operativos, armazenamento) mas tem controlo sobre as aplicações instaladas por si e possivelmente também tem controlo em algumas configurações do ambiente de alojamento. Um serviço PaaS é essencialmente interessante para programadores, que desenvolvem aplicações.

O programador utiliza uma linguagem de programação da sua preferência, mas em vez de instalar o seu próprio servidor, o sistema operativo, os compiladores e interpretadores de linguagem, bases de dados de apoio, libraries, etc., prefere utilizar o serviço de um fornecedor que disponibiliza tudo isso, não tendo assim que se preocupar com instalação, manutenção e administração dos computadores e equipamentos de armazenamento de dados e sistemas operativos onde as suas aplicações vão correr.

Um exemplo muito popular é o Heroku, um serviço de PaaS para quem utiliza as linguagens Ruby, Node.js, Clojure, Java, Python ou Scala.

O que é IaaS? – É a capacidade dada ao cliente/utilizador de instalar recursos fundamentais de computação, como processamento, armazenamento, memória e rede. Sobre estes recursos, o utilizador pode instalar e correr software (sejam sistemas operativos ou outras aplicações).

O utilizador em vez de instalar os seus sistemas operativos e aplicações num computador tradicional, ligado em rede a outros computadores, ou à Internet, instala exactamente o mesmo software em computadores Cloud. A diferença é que o cliente não gere nem controla a infraestrutura, não compra, não instala nem gere o hardware físico onde esses recursos são disponibilizados. Quem faz essa gestão é o fornecedor de IaaS, o provedor de Cloud da infraestrutura. Mas o utilizador continua a ter controlo sobre o sistema operativo, aplicações e configurações dos mesmos, assim como da rede.

Podemos assim alugar um computador na Cloud, que ficará disponível em minutos, e terá a capacidade que desejarmos. Em vez de comprar esse computador, alugamos à hora, dia ou mês. A capacidade computacional (compute) e a capacidade do armazenamento (storage) são os dois principais serviços de um fornecedor de IaaS.

Um bom exemplo de utilização IaaS é imaginar que a sua empresa quer colocar um site na Internet e quer um servidor dedicado, onde possa ter uma base de dados, o próprio serviço web (software Apache), um espaço de armazenamento de imagens, etc. A solução é alugar um Cloud Server num fornecedor de Cloud e poderá começar a instalação das aplicações específicas para o seu objectivo. E poderá fazer crescer o seu servidor quando necessitar, adicionando mais memória RAM, mais capacidade de processamento (CPU) ou mais espaço em disco.

Agora que já sabe o que é SaaS, o que é PaaS e o que é IaaS, antes de optar por uma solução de Cloud Computing, deve ter bem presente quais são as suas necessidades e aquilo que pretende colocar na Cloud, deve ter um ou mais dos seguintes objectivos:

  • Reduzir custos;
  • Obter flexibilidade da contratação de recursos;
  • Aumentar a capacidade de armazenamento de dados;
  • Evitar realizar o investimento para comprar uma aplicação ou hardware;
  • Aumentar a redundância;
  • Melhorar o desempenho de acesso a aplicações ou dados a partir de outros locais;
  • Armazenar ficheiros;
  • Realizar backups regulares;
  • Deixar de se preocupar com a gestão da infraestrutura de hardware e software.

Bibliografia:
FERREIRA, António. Introdução ao Cloud Computing. Lisboa: FCA, 2015.

Facebook
Google+
https://faqinformatica.com/o-que-e-saas-paas-iaas/
LinkedIn
Follow by Email
RSS

Escreva um Comentário