O que é Wireless, seus tipos de padrões e como funciona?

O que é Wireless? A palavra Wireless significa sem fio (wire: fio, cabo; less: sem). Se houver a comunicação entre pelo menos dois dispositivos sem o auxílio de fios ou cabos, há uma comunicação sem fio.

Na imagem seguinte, é possível observar que vários equipamentos podem usufruir da comunicação sem fio.

o que é wireless

O que é Wireless?

O que é Wireless e como funciona?

A tecnologia Wireless permite qualquer tipo de conexão para transmissão de informações entre pontos distantes, sem precisar de fios. Existem diferentes tipos de Rede Wireless, como por exemplo, Bluetooth, Banda Larga Móvel ou USB wireless, sendo a mais comum a tecnologia Wi-Fi. Todos estes termos designam redes que utilizam comunicação sem fios graças ao uso de ondas de rádio.

As redes Wireless funcionam através de equipamentos que usam radiofrequência, como os walkie-talkies, que comunicam via ondas de rádio. Podemos definir Wireless como uma transferência de informação entre dois ou mais pontos, que não estão ligados fisicamente, a distância pode ser variável, podendo ser curta, como acontece com o comando da TV, ou pode ser extremamente longa, no caso de transmissão via satélite.

Esta transmissão dá-se a partir de um ponto no qual existe uma Internet tradicional, onde é instalado uma antena e um rádio de transmissão que envia sinal em alta frequência para determinada distância. A difusão do sinal pode ser aberta (sem password) ou fechada (com password).

Tipos de padrões de rede Wireless:

Existem diversos padrões para as Redes Wireless, Confira os principais:

802.11a – É a frequência mais confiável porem menos utilizada. Apesar de ter um alcance de ligação mais curto tem uma velocidade mais rápida que o padrão 802.11b (Até 54Mbps). A rapidez  fica reduzida a partir dos 30 metros e para distâncias menores estabelece-se entre os 22 e 40 Mbps

802.11b – Tem uma velocidade de 11 Mbps, os alcances podem variar segundo o espaço onde se encontra localizada, pode ter alcance máximo de 100 metros em ambientes fechados e 180 metros em ambientes abertos. Pode existir quebras no sinal ou falhas de ligação em alcances de 80 a 100 metros e a eficácia da ligação pode baixar para 1 Mbps ou ainda menos. No entanto quando se encontra a 20 metros consegue estabelecer uma ligação de 11Mbps. A frequência de 2.4Ghz pode ainda causar interferencias em telefones sem fios, microondas e fornos.

802.11g – esta rede, apesar de ainda usar a frequência 2.4Ghz é mais económica que a tecnologia 802.11a. No entanto, ainda pode causar interferências com outros equipamentos/aparelhos. Esta rede conjuga os conceitos da 802.11a e da 802.11b e por isso acaba por ser uma versão superior para uma rede “b”. O alcance é o mesmo que 802.11b e não é compatível com o padrão “a”.

802.11n – Esta rede conjuga várias formas de transmissão e por isso tem a capacidade de aumentar as taxas de transferência de dados por meio da combinação de várias vias de transmissão. A sua maior particularidade é a utilização da estrutura de Multiple-Input Multiple-Output, mais conhecido por “MIMO”. Através desta sua particularidade é possível utilizar três ou quatros emissores e recetores para o desempenho da rede.

As especificações do modelo 802.11n permitem emitir na faixa de 300 Mb/s se juntarmos o uso de APs, que utiliza 3 antenas de transmissão e STAs com 3 recetores. Na realidade é possível ainda atingir números até 600 Mb/s. Mas se a intenção for apenas utilizar 1 modo de transmissão monofásico, ou seja, com 1 emissor e 1 recetor é possível atingir os 150 Mb/s.

Esta rede ainda pode funcionar com as frequencias 2,4GHz e a 5GHz. Por ter esta versatilidade consegue ser compativel com as outras redes referidas anteriormente, inclusivamente com a 802.11a. Cada canal, dentro destas faixas, possui, por padrão, uma largura de 40MHz.

Ainda relativamente ao esquema MIM, já referido anteriormente, se for conjugada com a transmissão padrão OFDM, ainda será possivel uma cobertura de 400 metros.

802.11ac – O sucessor do 802.11n  tem a capacidade de ter uma rapidez superior às anteriores, até 433 Mb/s. No entanto, se utilizarmos vários modos de transmissão (máximo 8), ainda conseguimos atingir os 6 Gb/s. A industria está predisposta a utilizar aparelhos com 3 antenas(3 vias de transmissão e 3 recetores) fazendo com que a velocidade máxima atinja os 1,3 Gb/s.

Esta frequência tem um modelo MU-MUMO (multi-user MIMO)  e que permite que o canal tenha largura de 80MHz (com opção para 160 MHz). Este esquema permite transmitir e receber sinais de vários pontos. Esta frequência é denominada por 5G Wi-Fi  e destaca-se pelo modo de transmissão chamado de Beamforming. O modo de transmissão (Beamforming) é opcional na rede 802.11n e tem a capacidade de permitir que o transmissor qualifique a comunicação com outro dispositivo com o objetivo de melhorar a transmissão na sua linha/sentido.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.